Três níveis de relacionamento

Três níveis de relacionamento

 

1 João 1.5-10   “Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma. Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.”


1 João 2.1-2  “Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo; e ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos próprios, mas ainda pelos do mundo inteiro.”

Introdução: O relacionamento com Deus implica necessariamente em comunhão com os irmãos e evangelização do mundo.  João convida as pessoas a terem comunhão fraterna decorrente da natureza e propósito desta comunhão. Ela é um testemunho dos cristãos para o mundo e um meio de alcançá-lo também.   

Temos nos textos acima três níveis de relacionamentos:

1.     Relacionamento com Deus

1 João 1.5-7  “Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma.Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade.”

a.     Luz  ---->  Santidade, verdade e vida:

 

 

b.    Trevas ----> Pecado, mentira e morte.

 

 

Andar na luz então significa uma vida santa e verdadeira expressa em nosso proceder. Ao contrario, trevas se expressa uma vida de pecado, mentira e morte.

2.     Relacionamento uns com os outros

1 João 1.7-10 “Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.”

 

O resultado da comunhão uns com os outros é a aplicação do sangue de Jesus que nos purifica de todo pecado (do grego: άμαρτιας/hamartia). Isso diz respeito a nossa natureza caída (VS 8). É na comunhão que podemos confessar nossos pecados. 

            3.     Relacionamentos com os incrédulos

1 João 2.1-2  “Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo; e ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos próprios, mas ainda pelos do mundo inteiro.”

Jesus é a propiciação (o perdão) pelos nossos pecados e também pelo do mundo inteiro (Cf. Jo 3.16). Nossa responsabilidade como cristãos é tornar conhecido esse mistério ao mundo através da evangelização.

Portanto, não podemos ter um relacionamento estanque que para em determinada categoria: Eu me relaciono com Deus somente e posso até estendê-lo aos irmãos, todavia se fizermos assim nossa missão fica incompleta. Somos chamados para:

·         Seguir Jesus;

·         Viver em comunidade; e,

·         Evangelizar o mundo incrédulo (Mt 28.18-20 e Mc 16.15-16).

Tópico: Três níveis de relacionamento

Data: 05-11-2016

De: mauricelia

Assunto: pregaçao

obrigado pois estava preparando uma palavra para pregar no culto de criança sobre o pecado e com essa mensagem me ajudou a esclarecer mais um pouco sobre o q irei prega muito obg q Deus abençoe o seu ministerio e fica na santa paz do senhor jesus.....

Data: 09-10-2016

De: Rogério Juvenal

Assunto: Pregação

Me ajudou muito , Irei pregar hj e não sabia oque falar sou novo e isso me ajudou muito ..

Data: 22-06-2013

De: vasconcelos

Assunto: trindade

esse relato com poucas letras abriu m minha mente gostei obrigado.

Novo comentário